Alphaville-SP

Alphaville-SP

jul 14, 2011

ROBERTA CLOSE – ALPHAVILLE

Estamos novamente na fantástica Alphaville para agora encarar um desafio um pouco mais extenso e radical do que foi a Trilha do Lixão.

Percorreremos a famosa trilha Roberta Close, que leva este nome pela sua particular sinuosidade. Em seguida engataremos pela Trilha das Águas e Trilha da Placa, conhecendo então um dos trechos mais divertidos e técnicos da região.

Começamos com um pequeno aquecimento, subindo algumas rampas e acelerando forte para sair do clima de expectativa.

Trecho – Aproximadamente 20 Km (ida e volta)

Grau de Dificuldade – Amador => Intermediário.

Pontos de Apoio – Posto Shell na entrada de Tamboré.

Novamente deixamos para trás o Posto Palácio, point de encontro dos malucos do cabo na região e rumamos morro acima, passando pelo Mackenzie a ponto de pegar a entrada da trilha. Muito seca e aberta no início, terreno de ótima aderência quando seco e pontos de alta alternando subidas e descidas sem maiores dificuldades.

O aspecto curioso deste trecho é que a trilha divide-se por diversas vezes, novamente juntando-se mais à frente, portanto não tenha medo de errar o caminho que, fatalmente você topará com sua galera no próximo morro.

Muito prazerosa com piso seco, esta trilha quando enxarcada é uma tristeza. Picos de passagem relativamente fáceis tornam-se um verdadeiro martírio, mesmo para os treeiros mais experientes.

Vale a pena avisar que nesta trilha, por ser muito freqüentada por todo tipo de veículo Off Road, existe uma grande chance de você topar com uma caravana de Jeep’s ou mesmo uma galera de Bikers divertindo-se nas depressões. Por este motivo vale a pena ter cautela. Deixe que os experientes pilotos da região façam seu trabalho e sejam os ponteiros do passeio, levando a trupe com segurança e indicando os melhores pontos de passagem.

Aliás, aqui vai meu sincero abraço e agradecimento pelo excelente dia de trilhas e pela total camaradagem da galera de Alphaville, especialmente Sidnei (KDX 200), Julião (XR 200) e Richard (XLX 350). Poucas vezes encontramos uma turma tão unida e companheira como esta, os caras são firmeza total..!!!

Encontraremos diversos atoleiros pelo caminho e, a menos que você esteja montado num Land Rover, aconselhamos a procurar o desvio lateral, caso contrário você fatalmente afundará na lama até o guidão, terminando sua aventura de forma indesejada. Muitas erosões provocadas pelos veículos 4×4 tornaram os facões profundos e traiçoeiros.

Terminado o trecho de trilhas, novamente cairemos numa estradinha aberta e sossegada, avisando-nos que é hora de fazermos um pit stop no Bar do Garcia (antigo Bar do Gaúcho). A boa notícia é que agora, com administração do sorridente paranaense o bar tem de tudo. Cerveja, água, Gatorade e até mesmo, quem diria … comida ..!!!

Experimente a almôndega que o cara faz,… é show !!!

Aproveite também para trocar algumas figurinhas com os malucos das Bikes. O pessoal é muito camarada e está sempre disposto a ajudar a galera das motos. Desde emprestar algumas ferramentas e até mesmo aquele empurrãozinho para a magrela pegar no tranco. Turminha bem legal e animada. Valeu mesmo..!!

Este ponto sinaliza o final da Roberta Close. Agora, se você optou por fazer esta trilha mas não tem companheiros suficientes ou tem receio por não conhecê-la, entre em contato com a gente via email.

Nós realizaremos encontros e trilhas pela região para que você também possa participar afinal, o PORTAL DA TRILHA tem como maior finalidade, promover o esporte, preservando o Meio Ambiente e integrando a nação Off Road do estado de São Paulo.

Matéria e fotos: Zé Guilherme